Borboletas – conheça as curiosidades delas que são símbolo de transformação

7 curiosidades sobre as Borboletas – símbolo de transformação

Não podemos deixar de falar em transformação sem falar nas borboletas. De lagartas – aquele bichinhos que a gente olha e não da nada –  a lindas borboletas. A transformação acontece assim, de algo que você ‘’não dá nada’’ com cuidado, atenção e muito esforço se torna lindo e especial.
Elas já encantam por sua beleza, formas diferentes e cores que alegram o ambiente onde estão. Depois de conhecer suas características elas se tornam ainda mais  belas e fascinantes. Então vamos lá:

1 – Mariposas e borboletas são espécies irmãs

Há quem veja uma mariposa e diga ‘’olha a borboleta’’ mas não, são espécies parecidas mas  diferentes. A mariposa é uma espécie sem cor diferente da borboleta. Mas os cientistas as consideram ‘’irmãs’’ por serem muito próximas.
Mariposas pertencem à ordem Lepidoptera, que é bem variada. Ambas passam pela metamorfose, de lagarta para o casulo e enfim com asas. Porém, a diferença delas não é apenas estética, como muitos acreditam
Mariposa: Antenas finas e lisas, quando a borboleta descansa deixa as asas para cima
Borboleta: Grossas e aspecto peludo, deixam suas asas bem abertas e abaixadas

Mariposa e Borboleta
A diferença entre mariposa e borboleta

2 – Há muitas espécies de borboletas

Você já deve ter visto borboletas de cores diferentes encantando o lugar. Elas encantam e enchem nossos olhos de alegria. Mas você sabia que existem estudos indicando mais de 150 mil espécies de lepidópteros? Aqui no Brasil são mais de 3.500 espécies, entre borboletas e mariposas. 
Se as borboletas são suas preferidas então vamos falar das mais de 17.500 espécies catalogadas em todo o mundo.

3 – Usa os pés para degustar

Já reparou que a borboleta pousa de uma maneira delicada sobre a flor? Quando ela faz essa graciosidade ela está experimentando o sabor que a flor tem pelos pés! Sim, ela degusta com os pés, estranho né? Mas alguns insetos sentem sabor nos pés. Assim eles sabem o local mais seguro para pousar, alimentar-se e se reproduzir. É uma característica evolutiva importante para os insetos.

4 – As borboletas vivem pouco

Já viu uma borboleta tão linda que quis guardar para si em uma caixinha para poder admirar ela para sempre? A eternidade seria muito curta. As borboletas vivem em torno de 2 a 4 semanas depois de saírem do casulo, e existem espécies de mariposas que precisam de apenas 24 horas de vida. Parece pouco tempo, mas neste período elas experimentam flores, alimentam-se, copulam, procriam e morrem de causas naturais. 

5 – Tamanho

A maior borboleta do mundo é a da espécie  Ornithoptera alexandrae, e ela vive em Nova Guiné com seus 30 cm de envergadura. Aqui no Brasil a borboleta mais comum é a Morpho que tem em média 12  cm. A maior espécie brasileira é a borboleta-coruja que possui seus 17 cm de envergadura, uma espécie rara de borboleta

6. Super visão

Já viu uma borboleta bem de perto? Se ainda não eu recomendo observar. A anatomia delas é fascinante. Elas possuem o corpo dividido em três partes: cabeça, tórax e abdômen. Tem seis patas, sendo três de cada lado, e dois pares de asas. Elas tem muitos olhos e por terem milhares de pequenos olhos elas possuem uma super visão. Elas podem ver raios ultravioletas e cores que a gente não consegue ver. É um superpoder que nem especialistas conseguem descrever como é, o que eles sabem é que esse poder ajudar a borboleta a identificar o néctar e as flores.

7. A autodefesa 

Não deixe-se influenciar pela beleza, nem sempre ela é sinal de que ela é inofensiva. As mariposas são venenosas não por serem menos bonitas que as suas irmãs, mas sim por sua natureza, e com as belas borboletas isso também acontece. A Ithomiini é uma dessas espécies que você não pode deixar que te engane

Ithomiini
Borboleta Ithomiini

Linda né? 
Ela é colorida e linda, mas se alimenta de uma planta venenosa (leiteira). E essa sustância passa para a borboleta e incomoda os predadores ou visitantes. Por isso evite tocá-las. Na dúvida se uma borboleta pode ser venenosa, não encoste nela.
Então seja como uma borboleta: evolua e transforme-se, observe o mundo ao seu redor e adapte-se a ele, mas também saiba se defender do que não te faz bem.
Juntos vamos fazer desse o melhor ano de nossas vidas!
Conte conosco em sua transformação!! 

Artigos Relacionados